"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

sábado, 10 de janeiro de 2015

MILITAR DE VERDADE E NÃO UM LACAIO DE VAGABUNDOS PETISTAS



Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Luciano José da Silva

Parabéns pela nomeação ao mais alto posto da FORÇA TERRESTRE, GENERAL VILLAS BÔAS, no entanto, gostaria de saber como ficará a minha situação sócio-econômica:

Adentrei às fileiras do Exército Brasileiro em fevereiro de 1997, após ter sido aprovado no ex-concorrido concurso para a Escola de Sargentos das Armas, servi nas violentas capitais do Rio de Janeiro e de São Paulo, em Olinda-PE, Recife e no Comando Militar da Amazônia, num período de tempo em que Vossa Excelência foi Chefe do Estado Maior, em todos esses locais, fui obrigado a servir ao Exército e à Pátria Brasileira, tendo que arcar com o pagamento de onerosos e exorbitantes valores de aluguéis de imóvel, para poder abrigar a minha família.

Sempre em favelas e em casas sem qualquer tipo de conforto ou dignidade, pois este PRIMEIRO-SARGENTO LUCIANO JOSÉ DA SILVA (IDT 043463324-4 EB), nunca recebeu da Instituição Exército Brasileiro um imóvel da União (Próprio Nacional Residencial = PNR), numa Vila Militar, devido a isso, somados os valores que gastei com aluguéis pelo território nacional, daria para ter hoje cerca de 3 (três) imóveis de classe média ou uns 5 (cinco) carros populares. Vossa Excelência acha isso justo? Acho isso correto? Acha isso humano? Acha isso respeitoso?

Pois bem, enquanto fui e ainda sou obrigado a pagar onerosos aluguéis para morar em favelas, pois é dessa forma que o Exército Brasileiro quer que o Sargento Luciano Silva sirva sorrindo à instituição e à Nação, enquanto os militares que servem na corte (Brasília-DF) e que estão sob a mesma condição jurídica que a minha (administrado) têm o privilégio vergonhoso e absurdo, de lá somente poderem prestar seus serviços militares juntamente com os familiares, se existir a disponibilidade de um imóvel da União para moradia, por sinal, excelentes imóveis (alto padrão), ou seja, esses militares "sortudos" não precisam arrochar o orçamento familiar com o pagamento de aluguéis, enquanto o SARGENTO LUCIANO SILVA é cobrado pela esposa e o filho adolescente a tomar alguma atitude perante o Ministério Público e Justiça Federais para corrigir toda essa covardia.

Pergunto: Por que, a respeito da ocupação de imóvel em Vila Militar, nunca me foi dispensado o mesmo tratamento dado aos militares designados a servir ao Exército e à Nação na Capital da República? Em que eles e os familiares são melhores do que eu e do que a minha família para terem esse privilégio inconstitucional? É justo, eu ter que pagar aluguel e eles serem isentos disso, mesmo vestindo a mesma farda e servindo à mesma Força Armada?

Excelência, estamos tratando do caso de 1 (um) Primeiro-Sargento, com cerca de 18 (dezoito) anos de valosos serviços prestados à Força e à Nação Brasileira, que nunca morou em uma Vila Militar, mas apenas gastou o pouco que tinha pagando caros aluguéis, para morar em fundos de casa, favela, ruas esburacadas etc., espero não ser perseguido e humilhado por estar expondo a verdade, muito pelo contrário, recentemente fiz o financiamento de um imóvel pela Caixa Econômica Federal, porém devido ao arrocho salarial, tive que pedir o socorro da DIRETORIA DA FUNDAÇÃO HABITACIONAL DO EXÉRCITO / POUPEX, e mesmo sendo um associado adimplente desde o ano de 1997, sabe o que recebi como resposta ao documento que enviei no mês de dezembro ao GENERAL DE EXÉRCITO ERON CARLOS MARQUES (Presidente da FHE/Poupex) e demais diretores, solicitando o deferimento da portabilidade de minha dívida com a Caixa Econômica Federal para a FHE/Poupex??? UM TREMENDO DE UM NÃO, BEM GRANDE!!!

Enquanto isso, juízes federais lesaram os cofres da FHE/Poupex e os bolsos dos associados em mais de 20 milhões de reais, pegos com empréstimos fraudulentos reiterados. Já para o PRIMEIRO-SARGENTO LUCIANO JOSÉ DA SILVA (CPF 867.311.144-72) não podem fazer portabilidade nem tampouco emprestar R$ 15.000,00; mas para os ricos magistrados tudo pode. Pergunto: isso está correto? Isso é legal? Isso é justo? Isso é humano? Isso é isonômico?

Desejo a Vossa Excelência, muita força, paz, humanidade, inteligência, amor no coração, amizade na condução da Força Terrestre, e que a torne de verdade a Força Terrestre de todos os brasileiros, como o seu lema: EXÉRCITO BRASILEIRO - BRAÇO FORTE, MÃO AMIGA!!! Essa segunda parte do lema é tudo o que mais preciso no momento.

Luciano José da Silva é Primeiro-Sargento do EB.

Nota da Redação do Alerta Total: Pela cartinha corajosa e democraticamente tornada pública, o Ministro da Defesa, Jaques Wagner, certamente pedirá que o SGT Luciano Silva, de Recife, passe uma temporada na cadeia...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua mensagem será avaliada pelos Editores do Ataque Aberto. Obrigado pela sua colaboração.