"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

OBRIGADO, DILMA. OBRIGADO, PT !


Milton Pires.

Ontem, durante um discurso que mais parecia ser de campanha do que de posse, a presidente Dilma fez questão de mencionar que, no governo que se inicia, o programa “Mais Especialistas” será a marca da sua gestão na área da saúde. Talvez isso possa explicar o que está se vendo nas redes sociais por parte dos médicos brasileiros: cada vez mais profissionais pensando e se preparando para sair do Brasil. Ninguém aguenta tanta humilhação e, a cada domingo, o Fantástico, o programa mais imundo da Rede Globo, prepara uma nova denúncia contra a classe escolhida como saco de pancadas do Partido Religião.
Nenhuma campanha, nenhuma reação do Conselho Federal de Medicina, tem capacidade suficiente para superar uma imprensa que come na mão do PT. Mesmo que os pacientes já consigam diferenciar verdade de propaganda política, não vale mais a pena ser médico no Brasil e essa espécie de êxodo que está começando conosco é só o início: não vai mais haver lugar para ninguém no Brasil que seja contra o partido. A inteligência inteira da nação vai sair daqui como fizeram os alemães que conseguiram prever o que se aproximava com a chegada de Hitler ao poder.
O PT continua batendo nos médicos. Continua perseguindo, humilhando, exonerando, abrindo processos administrativos e chamando – entre os recalcados que não conseguiram se formar em medicina – os colaboradores que estão sempre prontos a jogar um médico no fundo do poço. Ao mesmo tempo, eles petistas, continuam com suas consultas, check ups e exames no Hospital Sírio Libanês sem a menor preocupação com aquilo que está acontecendo com os pacientes do SUS.
O que mais espanta, o que mais enoja, é a incapacidade do meio médico de fazer o necessário EXPURGO, a verdadeira limpeza que precisa ser realizada dentro da própria classe. Ninguém se atreve a banir do convívio os médicos envolvidos com a quadrilha que governa o Brasil e está destruindo nossa profissão. Os médicos brasileiros continuam calados quando um colega é massacrado em público pelo “quarto poder constitucional” - a imprensa petista. Ninguém para de publicar trabalhos escritos por médicos petistas. Ninguém para de convidar médicos petistas para congressos e palestras. Essa gente continua convivendo entre nós... dirigindo sindicatos, integrando conselhos regionais de medicina, redigindo resoluções, protocolos, pareceres..até quando, meu Deus?
Existe entre os médicos brasileiros NÃO petistas uma necessidade assustadora de correção política..de NÃO parecer radical...de NÃO lembrar aqueles que querem o regime militar, não é? Pois bem: é isso que estamos pagando! É isso que nos está destruindo dia após a dia. Há médicos tão astutos e, ao mesmo tempo, tão covardes, que chegam a acusar e a apontar como “petistas” aqueles que pedem, que imploram por uma greve geral dos médicos brasileiros. Dizem eles, com ares de especialista no setor de inteligência, que “isso é tudo que o PT quer” e que isso “vai jogar a população contra nós”...Até quando isso vai funcionar ?? Até quando vamos continuar caindo nesse tipo de papo (esse sim) característico da conversa de médico petralha??
Meus caros colegas, o “Mais Especialistas” vem aí....O primeiro princípio, a primeira Lei a comandar a vida de cada brasileiro identificada por Olavo de Carvalho como “Meu cu acima de Tudo” está para ser testada. Ela definia de forma perfeita o egoísmo de cada habitante desse país e não havia classe profissional em que estivesse funcionando de maneira mais perfeita do que na dos médicos do Brasil. Sempre e eternamente, desde a faculdade de medicina, cada um pensando sempre no seu próprio rabo, não é? Pois é: o PT veio, nesse sentido, nos fazer um grande favor: veio para liquidar com nossa profissão e com todos nós se não houver uma resposta coordenada contra esses marginais da política. Nesse aspecto, somos seus devedores..rss..rsss...Obrigado, Dilma. Obrigado, PT !

Porto Alegre, 2 de janeiro de 2015. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua mensagem será avaliada pelos Editores do Ataque Aberto. Obrigado pela sua colaboração.