"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

domingo, 8 de fevereiro de 2015

Desagravo ao juiz federal Sérgio Moro.


Circula nas redes sociais, a fala do jornalista da Rede Record um agravo ao juiz federal Sérgio Moro de Curitiba. Resumindo, o jornalista compara a prisão da Delegacia da Polícia Federal de Curitiba com a prisão de Guantánamo (território americano, enclave em Cuba).  Assistam o vídeo do Paulo Henrique Amorim (clique o nome) e leiam o meu comentário na sequência.

O jornalista da Rede Record, em resumo, critica as condições da cadeia da Delegacia da Polícia Federal, segundo ele, imprópria para com os empresários que ele considera como representante de 25% do PIB brasileiro (sic). Covardemente, ele lê um dossiê que ele diz alguém ter deixado na portaria da Emissora. O texto deve representar o pensamento dele, com certeza, para lê-lo com tanta veemência.

Jornalista Paulo Henrique Amorim, você se doeu pelos empresários corruptores que assaltou os cofres da Petrobras em até R$ 10 bilhões. Nunca vi você se doer pelos ladrões de galinhas que apodrecem nas celas de presídios espalhados pelo Brasil a fora. Com certeza, não são 4 presos numa cela de 2,5m x 2,5m como você cita. Deve ser muito mais de 10 presos que não deve estar dormindo na cama de concreto como você faz referência. 

Jornalista Paulo Henrique Amorim, estes empresários que estão presos na Delegacia da Polícia Federal de Curitiba, junto com os agentes públicos, incluindo a Dilma Rousseff que você fez referência no texto lido, roubaram dos cofres dos cofres da Petrobras dinheiro que poderiam sustentar a fome de muitos miseráveis do País. Certamente, o dinheiro da ladroagem poderia ter minimizado o sofrimento de milhares de brasileiros que amontoam em corredores de hospitais. Com certeza absoluta as condições da cadeia deve ser melhores do que esta imagem postada abaixo.


Paulo Henrique Amorim, os doentes brasileiros passam vergonha e privações nos hospitais públicos, muito mais do que os empresários que representam 25% do PIB brasileiro. Isto você não tem coragem de dizer, jornalista. Você sabe mesmo defender os marginais de colarinho branco, jornalista.

Paulo Henrique Amorim, eu não conheço o juiz Sérgio Moro e nem o delegado da Polícia Federal que você os considera como sendo o carrasco do Poder Judiciário. Você perdeu  a cabeça, jornalista? Infelizmente, antes do juiz Sérgio Moro, os empresários que representa 25% do PIB brasileiro, só estavam numa "nice" com o dinheiro da ladroagem. Por que agora, Paulo Henrique Amorim, vem ao público condenar os agentes públicos que apenas cumprem a lei?

De quebra você diz que nem a presidente Dilma não sofreu tanto constrangimento como o que passa os seus amigos, donos de 25% do PIB brasileiro. Então, você sabe que a Dilma ao contrário do que contam não foi maltratada como os empresários presos. Paulo Henrique Amorim, você acabou de afirmar que a Dilma não sofreu tortura como quer a presidente insinuar que sofreu na cadeia do DOPS.

Paulo Henrique Amorim, estou a escrever esta matéria em desagravo ao juiz federal e delegado da Polícia Federal de Curitiba. 

Ossami Sakamori

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua mensagem será avaliada pelos Editores do Ataque Aberto. Obrigado pela sua colaboração.