"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

terça-feira, 29 de setembro de 2015

PRENÚNCIO DO FIM


Prenúncio do Fim
Milton Pires
Para o tempo, cessa o vento,
tudo cala e não ouço pássaros
na árvore cívica morta..
O mundo espera-se quieto
num dia que não se conhece,
no aceso das luzes elétricas,
nas horas-relógio-paradas,
presas no ar sufocadas que
choram prenúncio do fim
E é escuro o que se aproxima
sem fé (nem mesmo autoestima)
no Inferno de um povo jogado,
nas ondas de um mar já votado,
sem nau que lhe possa servir...
Ah, tempestade do mal,
afasta-te logo de nós…
29 de setembro de 2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua mensagem será avaliada pelos Editores do Ataque Aberto. Obrigado pela sua colaboração.