"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

sábado, 19 de agosto de 2017

'País não nasceu para ser a merda que é', diz VAGABUNDO PETISTA Lula na Bahia


'País não nasceu para ser a merda que é', diz Lula na Bahia: O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) descreveu, na manhã deste sábado (19), na Bahia, um cenário nebuloso para o país.
Leia mais (08/19/2017 - 15h03)

Gilmar Mendes manda soltar mais quatro presos da operação Ponto Final

Gilmar Mendes manda soltar mais quatro presos da operação Ponto Final:

gilmar-mendes-1.jpg
Imagem: Reprodução / Redes Sociais
O ministro Gilmar Mendes decidiu neste sábado (19) estender para outros quatro presos na Operação Ponto Final o habeas corpus concedido ao empresário Jacob Barata Filho e ao ex-presidente da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do RJ (Fetranspor) Lélis Teixeira 
Mais informações »


Mc Carol - Liga Pra Samu (Audio)




VÍDEO - Em Natal-RN VAGABUNDO PETISTA Lula recebe vaias e é impedido de almoçar



Publicado em 18 de ago de 2017

Recepção a Lula em Natal RN. Shopping Mydway 
hoje 17/08/2017, Lula foi expulso do restaurante 
Camaroes no shopping em Natal. Emocionante

BISPO ARNALDO FAZ PROPOSTA PARA CLÉO PIRES

NÃO É JOSELITO MULLER - GOVERNO VAGABUNDO DO DISTRITO FEDERAL QUER "ANESTESISTAS VOLUNTÁRIOS"

Sexta, 18 Agosto 2017

Saúde precisa de anestesistas voluntários



Ailane Silva, da Agência SaúdeSaúde precisa de anestesistas voluntários
Arte: Danielle Freire
Reforço de profissionais nas unidades é fundamental para fortalecer serviços

BRASÍLIA (18/8/17) – Os anestesiologistas são indispensáveis para a realização de diversas atividades essenciais nas unidades de saúde. E hoje, há grande carência de profissionais dessa especialidade. Assim, para fortalecer o serviço, a Secretaria de Saúde abriu vagas para que formados na área contribuam atuando pelo Programa de Voluntariado Profissional.

"A parceria que a Secretaria de Saúde tem estabelecido com os profissionais para atuação voluntária das mais diversas áreas tem sido fundamental para o fortalecimento dos serviços e das equipes", disse o gerente de Voluntariado da Secretaria de Saúde, Cristian da Cruz.

O voluntário, que atua sob supervisão de um servidor da pasta, poderá atuar pelo prazo de um ano, com a possibilidade de renovação por igual período. A exigência é que cada participante contribua com, no mínimo, duas horas de trabalho por semana. Ao final de 12 meses, os integrantes do programa receberão um certificado de prestação de serviço voluntário.

"Apesar de o voluntário executar diversas tarefas, a Portaria 261 de 2016 proíbe compor escalas apenas com voluntários. Eles atuam em conjunto com os demais profissionais, num fortalecimento para a equipe e não substituição", explicou Cruz.

Atualmente, 385 profissionais atuam na rede pública de saúde, principalmente, em hospitais e Unidades de Pronto Atendimento. "Temos predominância da categoria de enfermagem, mas temos profissionais de quase todas as áreas como nutricionista, medicina, psicólogos, assistentes sociais, fisioterapeutas, biólogos, bioquímicos, técnicos de radiologia e laboratório, entre outros", listou o gerente.

Como se cadastrar? Os interessados em participar da ação podem se cadastrar pelo Portal do Voluntariado ou se dirigir diretamente com os documentos abaixo na Coordenação de Voluntariado no hospital onde deseja atuar.

Dúvidas podem ser sanadas diretamente com a gerência responsável pelo programa, por meio do WhatsApp, no telefone 99145-6114, ou pelo e-mail profissionalvoluntarionasaude@gmail.com.

Confira quais são os documentos necessários:

- Carteira de Identidade

- Comprovante de Situação Cadastral do CPF (retirar no site da Receita Federal)

- Comprovante de Residência (tem que estar no nome do candidato)

- Comprovante de Conclusão de Curso ou Declaração

- Registro de classe

- Certidão Negativa do Conselho de Classe

- 1 foto 3x4

- Certidão Criminal Negativa emitida pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT)

- Certidão Criminal Negativa Federal pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF 1)

- Caso seja morador do Entorno ou tenha chegado recentemente em Brasília para residir, é necessário certidão criminal negativa do estado de origem.

- Caso seja servidor, declaração de inatividade na Secretaria de Saúde.


De Beethoven a Mozart: 46 mil músicas clássicas e 400 mil partituras para download gratuito


De Beethoven a Mozart: 46 mil músicas clássicas e 400 mil partituras para download gratuito:

POR JÉSSICA CHIARELI REVISTA BULA
A International Music Score Library Project reconta a história da música clássica em mais de 400 mil partituras e 46 mil músicas clássicas disponibilizadas para download gratuito. Os arquivos estão sendo compilados desde 2006, e reúnem obras de mais de 445 musicistas e 15 mil compositores, com destaque para Beethoven, Bach e Mozart.
Apenas de Mozart são 115 sinfonias disponíveis. A composição mais conhecida do prodígio da música erudita, “Eine kleine Nachtmusik” (1787) — conhecida numericamente como K.525 —, tem sua própria página, na qual é possível encontrar 29 partituras e 28 arranjos. A composição foi divulgada apenas após a morte do artista, em 1827, e rapidamente se tornou a obra mais difundida de Mozart em todo o mundo.
Para acessar as canções basta entrar no site da biblioteca digital e definir a busca no menu principal. Se preferir buscar pelo nome do arranjo ou compositor, é necessário escrevê-lo na janela localizada no canto superior direito. É possível ouvir as composições online selecionando-as e, em seguida, clicando na opção “play”.
Já para realizar o download em formato mp3, é preciso clicar na seta apontada para baixo, aceitar o termo de responsabilidade e selecionar novamente a seta na página que se abrirá automaticamente.

Os 10 melhores filmes de horror de todos os tempos, segundo o Rotten Tomatoes


POR HELENA OLIVEIRA
Os 10 melhores filmes de horror de todos os tempos, segundo o Rotten Tomatoes:

Horror costuma ser um dos gêneros cinematográficos mais difíceis de ser produzidos, já que os diretores precisam se esforçar para surpreender o público sem cair em grandes clichês. A Bula decidiu relembrar as grandes produções do horror já realizadas na história da Sétima Arte, e reuniu em uma lista os dez melhores filmes. O critério de seleção foi a avaliação concedida pelo Rotten Tomatoes, um dos maiores e mais respeitados sites especializados em cinema. Embora a lista reúna grandes clássicos como “O Gabinete do Doutor Caligari” (1920), de Robert Wiene, que ocupa a segunda colocação; e “Psicose” (1960), de Alfred Hitchcock, na terceira posição; o primeiro lugar do ranking surpreendentemente é ocupado por um filme recente: “Corra” (2017), de Jordan Peele.

Whisky: la feliz historia del 'agua de la vida'

Whisky: la feliz historia del 'agua de la vida':

Criticar la cocina británica ha sido un lugar común, pero a nadie se le ha ocurrido dudar del gusto de los británicos por la buena bebida. Ya en el siglo VIII, el inglés san Bonifacio censura la querencia al licor de tantos insulares, placer o vicio en el que no incurrían "ni francos ni lombardos, ni romanos o griegos". De esa inclinación británica, sin embargo, se iban a favorecer, con el tiempo, gourmets de todas las latitudes. De no haber mediado el Imperio, en efecto, el burdeos y el oporto, el madeira y el jerez no serían lo que hoy son. Y, a buen seguro, tampoco hubiesen conocido repercusión mundial sus dos bebidas nacionales: la ginebra inglesa y el whisky escocés.

Con cientos de millones de cajas vendidas cada año, bien puede pensarse que –como afirma un tratadista en la materia– la del whisky ha sido "una historia feliz". La propia versatilidad de este destilado parece asegurar la continuidad de su triunfo: si el whisky tiene sus acérrimos, existen todo tipo de combinaciones para escandalizar a los puristas. No está mal para una bebida que es, teóricamente, algo muy simple: alcohol destilado de grano de cereal fermentado y luego añejado en barriles de madera. En otras palabras, cerveza destilada.

¿Origen egipcio o gaélico?

Si la mera palabra "whisky" nos lleva a Escocia no es sólo porque, como dice el escritor Kevin R. Kosar, "parece que los escoceses lo hicieron antes que nadie". Es porque allí esa sencilla cerveza destilada se enriqueció con todos los elementos –la tierra, el agua, el fuego, el aire– hasta conseguir una bebida que puede llegar, dentro de la excelencia, a la más sofisticada complejidad.

Existen interminables teorías sobre los orígenes del whisky. Hay quien lo atribuye a los egipcios, al fin y al cabo sabios en el arte de la cerveza. Otros hablan más bien de las alquitaras griegas: nos consta que en tiempos de Aristóteles ya se elaboraba aguardiente. Y, de Ramon Llull a Arnau de Vilanova, sabios y alquimistas medievales tal vez lo importaran del mundo árabe. En todo caso, antes de 1500, cualquier evidencia histórica es "escasa y terriblemente confusa", y además resulta harto dudoso que aquel whisky primigenio se pareciera al de nuestros días. En el siglo XV, se documenta por primera vez el uisce beatha, expresión gaélica alusiva al "agua de la vida", pero ignoramos si con ella se hacía referencia al brandy o al "licor" genérico. Bebida hasta entonces de monjes, boticarios y gentes del campo, la primera referencia al whiskey (sic) tal y como lo conocemos en nuestros días proviene de una revista irlandesa de mediados del siglo XVIII.

Su importancia económica fue siempre de peso: tanto, que el poder real lo otorgó en monopolio al gremio de barberos-cirujanos de Edimburgo en 1506
Nada de eso quiere decir que no se destilara desde mucho antes en tierras escocesas, al menos desde fechas cercanas a 1400. Y aun cuando ese whisky distara del que hoy conocemos, su importancia económica fue siempre de peso: tanto, que el poder real lo otorgó en monopolio al gremio de barberos-cirujanos de Edimburgo en 1506, con lo que también se inauguraba una tradición, destinada a durar, de conferir a este destilado poderes curativos. Con el tiempo, sin embargo, la producción se iba a ver severamente controlada: en tiempos de hambre, emplear el grano para destilar y no para comer fue un lujo que llevó la crianza del whisky a manos de los nobles.

Nada de eso impidió el afecto de los escoceses a su bebida, desde que eran –como refiere un viajero– "niños sin dientes" hasta que se convertían en "ancianos sin dientes". El mayor afecto al whisky, con todo, lo mostró siempre el fisco: en 1644, la producción y crianza del "agua de la vida" se vio gravada con impuestos, y la unión política de Escocia e Inglaterra en el Reino Unido propició que "cada vez que Inglaterra emprendía una guerra" buscara dinero en esta bebida. Y no sólo en el propio whisky, ya que también tributaban el cereal, los alambiques, etcétera. Finalmente, en 1781 se prohibió la destilación privada. Y aun cuando en 1816 se rectificara y se levantaran sus cargas fiscales, el consumo y la producción ilegales se vieron fuertemente penados. Pensemos que no fue hasta el año 1983 cuando dejó de haber un funcionario del Estado británico en las destilerías para controlar la producción.

Todos estos impedimentos tuvieron un efecto contradictorio: el ingenio de los escoceses fue fértil a la hora de ocultar alambiques y barriles, y ni el más suspicaz de los emisarios del Estado podía imaginar que unas barricas con la leyenda "desinfectante para ovejas" contuvieran, precisamente, whisky. La prohibición, además, no hizo sino aumentar el contrabando: cuando, en 1822, Jorge IV llegó a una Escocia que llevaba siglos sin recibir visita real, el whisky con el que brindó, por pura ironía, era ilegal.

La bebida del caballero

Fue a partir de entonces cuando la historia del whisky comenzó de verdad a ser "feliz". La bebida escocesa adquirió un predicamento que contrasta con la mala fama de la ginebra, responsable de todo tipo de tumultos y desórdenes cometidos por las clases populares en la Inglaterra del siglo XVIII. En cambio, el whisky se benefició del apoyo de la Corona. El citado Jorge IV y, ante todo, la reina Victoria, pusieron de moda Escocia como destino vacacional. El romanticismo de la época se extasiaba con las fantasías medievalizantes de Walter Scott, la realeza se confeccionó sus propios tartans, Victoria tuvo Balmoral como una de sus residencias favoritas y, en lo que al whisky concierne, siempre se ocupó de llevar una botella consigo en sus desplazamientos. Sí, curiosamente, la misma reina que tanto apoyó las "ligas de la templanza" para prevenir el alcoholismo, no dudó en otorgar la distinción de "proveedor real" a la destilería de Lochnagar.

A partir de ahí, el Imperio británico, que tanto tuvo de capitalismo escocés, llevaría el whisky a los cinco continentes con los barcos de la Armada. Y, en el último tramo del siglo XIX, la plaga de la filoxera, que hundió el mercado del brandy, todavía ofreció una espléndida oportunidad para el crecimiento de su rival. Cuando por fin llegó el siglo XX, el whisky ya se había convertido en la bebida elegante para el gentleman, con el extra saludable de "no afectar ni a la cabeza ni al hígado", según la publicidad de la época. La afición a la bebida de Eduardo VII –rey y dandy– iba a contribuir a dar más prestigio al destilado: cuando él comenzó a beberlo con agua, muchos de sus súbditos imitaron esta costumbre chic.

"Un brindis a la civilización, un tributo a la continuidad de la cultura y un manifiesto de la determinación humana para disfrutar en plenitud de sus sentidos."
Siempre capaz de reinventarse, el scotch sobrevivió a las guerras mundiales –en 1943 no se destiló ni una gota– y supo ir ganando nuevos espacios, con las distintas cremas de whisky, por ejemplo, o con la introducción del malta frente al dominio del blended a partir de las décadas de 1970 y 1980. Esa bebida que, según el sabio James Boswell, "hace felices a los escoceses", puede pagarse hoy, en las subastas, a cientos de miles de euros la botella. Highland o Lowland, Speyside, Islay o Campbeltown, whiskies más salados o más minerales, con tonos dorados o con reflejos de caoba, la sed del mundo puede escoger hoy su destilado en mil versiones. Todas ellas coinciden, sin embargo, en ser, como apunta el historiador David Daiches, un brindis a la civilización, un tributo a la continuidad de la cultura y un manifiesto de la determinación humana para disfrutar en plenitud de sus sentidos.

La verdadera historia de William Wallace
Anexos originais:


ALEXADERPLATZ (BERLIN) EM 1929 E HOJE



Alexanderplatz é uma grande praça aberta e terminal de transportes públicos no centro de Berlim, próximo do rio Spreee do Berliner Dom. Os berlinenses frequentamente a chamam apenas de Alex'.

Originalmente uma feira de gado, recebeu seu nome em homenagem a uma visita feita à Berlim pelo czar Alexandre I da Rússia em 25 de Outubro de 1805. Ganhou projeção em fins do século XIX com a construção da estação do mesmo nome e de um mercado público próximo, tornando-se um grande centro comercial. Seu auge ocorreu na década de 1920, quando, conjuntamente com a Potsdamer Platz era o coração da vida noturna de Berlim, inspirando o romance de 1929 Berlin Alexanderplatz e dois filmes baseados nele, o de Piel Jutzi em 1931 e a adaptação televisiva de 15 horas e meia feita por Rainer Werner Fassbinder e lançada em 1980. (WIKIPEDIA)

DESESPERO de MACONHEIROS E VAGABUNDOS PETISTAS - MP quer que bares e restaurantes da Cidade Baixa fechem até meia-noite

Covil da Esquerda na "Pyongyang dos Pampas" ameaçado por Ministério Público 

Ministério Público quer que bares e restaurantes da Cidade Baixa fechem até meia-noite:

Ministério Público quer que bares e restaurantes da Cidade Baixa fechem até meia-noite
O Ministério Público (MP) expediu, nesta sexta-feira, uma recomendação para que a prefeitura implemente um plano de intervenção na Cidade Baixa em até 30 dias. A Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente informa que o documento resultou de reclamações dos moradores do bairro boêmio .

Segundo a recomendação do MP, a prefeitura deverá limitar o horário das atividades de bar, restaurante, café e lancheria na Cidade Baixa, em qualquer dia da semana, até a meia-noite, fiscalizar e adotar todas as providências cabíveis para impedir a atuação de comerciantes ambulantes no bairro e suspender a expedição de alvarás provisórios para bares, restaurantes, cafés e lancherias no bairro enquanto não forem sanados os problemas referidos. O município deveria, também, reavaliar todos os alvarás provisórios e definitivos para casas noturnas, bares, restaurantes, cafés e lancherias vigentes na Cidade Baixa.

Leia mais:
Noites lotadas na João Alfredo causam tensão entre frequentadores e moradores Ministério Público quer revisão de alvarás na Cidade Baixa

Annelise Monteiro Steigleder, promotora de Justiça do Meio Ambiente, ressalta que a ação tem um caráter temporário, para que a prefeitura possa fazer um plano mais amplo para a Cidade Baixa:

— A prefeitura teria de constituir um grupo de trabalho, chegar a uma regra adequada ao bairro.

Questionada se a antecipação do fechamento dos bares e restaurantes resolveria o problema do barulho, a promotora diz que trata-se de um "problema sistêmico", e é necessário olhar os fatores de atratividade do bairro:

— Ter bares vendendo bebida até 2h30min é um fator de atratividade. Muitos são pequenas garagens, licenciadas com alvará provisório.

O MP ainda recomenda que o município institua no bairro o Programa de Implantação para a Área de Animação, com a participação dos setores envolvidos e dos fóruns de planejamento municipal, em prazo de 360 dias, e que mantenha, por meio da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), as ações de fiscalização dos veículos que utilizam som e que obstruem as vias públicas do bairro. Também requer um canal de diálogo permanente com os moradores do bairro, para permitir a veiculação de reclamações e assegurar o equacionamento de soluções.

A promotora explica que a recomendação é um instrumento extrajudicial para alertar gestores públicos sobre responsabilidades – é uma espécie de alerta. Caso o Executivo não adote as medidas recomendadas e não justifique a decisão, o órgão pode ingressar na Justiça com uma ação civil pública contra o município, exigindo a revisão dos alvarás e do horário de funcionamento para todos os estabelecimentos que não têm licença ambiental.

Segundo o Decreto Municipal 17.902/2012, as atividades de bar, restaurante, café e lancheria da Cidade Baixa devem fechar até as 2h da madrugada nos finais de semana e vésperas de feriados e até a 1h nos demais dias da semana, com tolerância de 30 minutos.

Presidente do Sindicato de Hospedagem e Alimentação de POA e Região (Sindha), Henry Starosta Chmelnitsky afirma que a entidade não é conivente com problemas como barulho em excesso e sujeira, mas ressalta que "a grande maioria dos empresários do bairro é formada por pessoas certas e corretas, que prezam pelo diálogo". Ele acredita que medidas como a antecipação do fechamento de estabelecimentos para a meia-noite gerariam grandes prejuízos aos comerciantes:

— Poderão demitir 20% do quadro e muitos vão quebrar, porque funcionam de forma importante entre 21h e 2h. E vai frustrar boa parte do público ordeiro, que não quer baderna.

Chmelnitsky critica o Ministério Público por não ter convocado o sindicato para diálogo antes de emitir a recomendação à prefeitura.

— Com certeza, teríamos chegado a um equilíbrio, evitando constranger o próprio prefeito com essa notificação — disse o presidente, que também destaca: — A desordem resulta da cultura e da falta de fiscalização pública.

ZH contatou a assessoria de imprensa da prefeitura, mas não obteve retorno até o fechamento desta reportagem.

19 de Agosto do ano 14: Data provável da morte de Octávio César Augusto, primeiro imperador romano

File:Jean-Léon Gérôme - The Death of Caesar - Walters 37884.jpg

Assassinato de Júlio César,pai adoptivo de Octávio - Jean-Léon Gérôme


19 de Agosto do ano 14: Data provável da morte de Octávio César Augusto, primeiro imperador romano:

Gaius Julius Caesar Octavianus (63 a. C.-14 d. C.), sobrinho-neto de Júlio César, cujo assassinato se encarregou de vingar, tornar-se-ia, mercê do seu génio político, o primeiro imperador romano. Como Júlio César, viria a fazer parte, logo após a sua morte, do panteão dos deuses de Roma.
Seu pai fora senador e pretor. Morrera, porém, quando Augusto tinha apenas quatro anos de idade. Assim, a sua entrada na vida pública contou sobretudo com o apoio de Júlio César, que, no seu testamento, o tomaria como filho adoptivo e herdeiro.
Com tal patrocínio, a carreira política de Augusto foi fulgurante desde o início. Em 43 a. C. formou com Lépido e Marco António o segundo triunvirato, tendo os três homens dividido entre si o governo do território do império. O triunvirato duraria oficialmente dez anos, mas a influência real de Lépido apagar-se-ia antes do termo desse período. Deste modo se tornava evidente a disputa entre Augusto e Marco António pelo domínio de Roma. Em 31 a. C., Augusto declara guerra a Cleópatra, a quem o seu adversário se aliara. Com a conquista do Egipto no ano seguinte, Marco António e a rainha suicidar-se-iam.
A partir de então, sem rivais a enfrentar, Augusto pôde começar, com um talento político e organizativo ímpar, a dispor de novo as estruturas do império de tal modo que garantia para si o controlo efectivo dos poderes essenciais ao mesmo tempo que mantinha as instituições republicanas. Assim, durante largos anos ostentou apenas os títulos de cônsul e tribuno, não havendo, contudo, dúvidas de que o seu poder era virtualmente ilimitado. Mais tarde assumiria também a direcção do culto religioso romano.
Enquanto os seus generais iam alargando os limites territoriais do império, sobretudo no continente europeu, Augusto consolidava o poder central e organizava a administração no que dizia respeito ao emprego de funcionários, à cobrança de impostos, à emissão de moeda e à manutenção da ordem pela frota e pelas legiões de Roma. Desta forma, o exercício do poder absoluto por Augusto coincidiria com uma época de paz e estabilidade interna no império (a chamada 
pax romana), época bem diferente do período conturbado das guerras civis que a precederam. Época áurea do império em vista da ordem social estabelecida e da extensão territorial alcançada, foi também notável pelas grandes obras realizadas (inúmeros templos foram erigidos, fez-se uma extraordinária rede de estradas) e pelas suas manifestações culturais, sobretudo no campo da literatura, em que se distinguiram autores como Virgílio, Horácio e Tito Lívio.
Octávio faleceu a 19 de Agosto do ano 14, preparou cuidadosamente a sucessão, tendo deixado o governo do império a Tibério Augusto, seu filho adoptivo.
Octávio César Augusto. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2013. 
wikipedia (Imagens)
File:Statue-Augustus.jpg

A estátua Augusto de Prima Porta

Áureo de Octávio, c. de 30a. C.

File:Octavian aureus circa 30 BCE.jpg

Caspar David Friedrich (1774 -1840)


Man and Woman Contemplating the Moon is an 1824 painting by Caspar David Friedrich. The painting’s material is oil on canvas and stands 34 centimeters tall by 44 centimeters wide. It currently resides in the Nationalgalerie, Berlin, Germany.

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Investigação confirma que aposentadoria de Dilma foi irregular, mas ela vai continuar a receber normalmente

Investigação confirma que aposentadoria de Dilma foi irregular, mas ela vai continuar a receber normalmente:

DILMA.jpg
Imagem: Reprodução / Redes Sociais
Na manhã de 1 de setembro de 2016, o ex-ministro da Previdência Carlos Gabas e uma secretária pessoal da ex-presidente Dilma Rousseff entraram pela porta dos fundos de uma agência da Previdência na Asa Sul, em Brasília. No dia anterior, o Senado havia formalmente cassado o mandato de Dilma Rousseff. Gabas, já ex-ministro do moribundo governo petista, chamou a atenção dos funcionários da agência ao surgir na porta e logo se isolar na sala do chefe da agência. O que o ex-ministro da Previdência faria ali? Vasculhando o sistema do INSS, um grupo de servidores logo descobriu algo errado: no intervalo de poucos minutos que o ex-ministro e a secretária de Dilma estiveram na agência, o processo de aposentadoria da ex-presidente foi aberto no sistema e concluído sigilosamente. Graças ao lobby de Gabas e a presença da secretária, que tinha procuração para assinar a papelada em nome da petista, em poucos minutos, Dilma deixou a condição de recém-desempregada para furar a fila de milhares de brasileiros e tornar-se aposentada com o salário máximo de 5 189 reais. Ao tomar conhecimento do caso, o governo abriu uma sindicância para investigar a concessão do benefício.
Mais informações »

EXCLUSIVO: Investigação confirma aposentadoria irregular de Dilma



Quadrúpede Búlgara e Animal Petista "estocador de vento" aposentou-se SEM apresentar documentos que comprovassem TEMPO de SERVIÇO!

EXCLUSIVO: Investigação confirma aposentadoria irregular de Dilma:

Na manhã de 1 de setembro de 2016, o ex-ministro da Previdência Carlos Gabas e uma secretária pessoal da ex-presidente Dilma Rousseff entraram pela porta dos fundos de uma agência da Previdência na Asa Sul, em Brasília. No dia anterior, o Senado havia formalmente cassado o mandato de Dilma Rousseff. Gabas, já ex-ministro do moribundo governo petista, chamou a atenção dos funcionários da agência ao surgir na porta e logo se isolar na sala do chefe da agência. O que o ex-ministro da Previdência faria ali? Vasculhando o sistema do INSS, um grupo de servidores logo descobriu algo errado: no intervalo de poucos minutos que o ex-ministro e a secretária de Dilma estiveram na agência, o processo de aposentadoria da ex-presidente foi aberto no sistema e concluído sigilosamente. Graças ao lobby de Gabas e a presença da secretária, que tinha procuração para assinar a papelada em nome da petista, em poucos minutos, Dilma deixou a condição de recém-desempregada para furar a fila de milhares de brasileiros e tornar-se aposentada com o salário máximo de 5 189 reais. Ao tomar conhecimento do caso, o governo abriu uma sindicância para investigar a concessão do benefício.

Nesta sexta-feira, VEJA obteve as conclusões dessa investigação. No momento em que o PT trava uma luta contra a reforma da previdência, os achados da sindicância não poderiam ser mais desabonadores à ex-presidente petista. Segundo a investigação, aposentada pelo INSS desde setembro do ano passado, Dilma Rousseff foi favorecida pela conduta irregular de dois servidores do órgão que manipularam o sistema do INSS para conseguir aprovar seu benefício e ainda usaram influência política para conseguir furar a fila de benefícios. Despacho assinado pelo ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, aplica punições ao ex-ministro Carlos Gabas, responsável por Dilma ter furado a fila do INSS, e à servidora Fernanda Doerl, que manipulou irregularmente o sistema do INSS para regularizar o cadastro da petista.

Por ter usado da influência de ex-ministro da Previdência para furar a fila de agendamentos do INSS a fim de acelerar o processo de aposentadoria de Dilma, Carlos Gabas foi suspenso do serviço público por 10 dias. Servidor de carreira do órgão, Gabas está cedido para o gabinete do petista Lindbergh Farias (RJ), líder da minoria no Senado. Com a punição assinada pelo ministro Osmar Terra, ele não poderá trabalhar nesse período e terá o salário descontado em folha. “As apurações demonstraram que as ações do indiciado (Gabas) contribuíram para agilizar a concessão do benefício, assegurando seu deferimento em condições mais favoráveis ou benéficas que o usual”, registra o relatório final da sindicância: “O servidor atuou como intermediário junto à repartição pública, fora das exceções permitidas em lei, em atitude incompatível com a moralidade administrativa”, complementa

Examinando a papelada apresentada pela ex-presidente Dilma Rousseff ao INSS e os procedimentos adotados pela servidora no sistema do órgão, os integrantes da sindicância concluíram que Fernanda Doerl considerou, para efeitos de cálculo de tempo de serviço de Dilma, informações que a ex-presidente não comprovava com documentos. Como todo brasileiro que procura o balcão dos mortais no INSS costuma aprender de maneira dolorosa, não ter documentos é uma falha que inviabiliza a concessão de aposentadoria. Para Dilma, no entanto, isso não foi um problema. O cadastro de Dilma foi aprovado em um dia mesmo sem contar com todos os papeis necessários.A não observância à norma legal e regulamentar nos autos presentes, foi materializada na medida em que se deixou de exigir documentação necessária para a alteração cadastral da segurada Dilma Vana Rousseff”, diz a sindicância. Para se ter uma ideia do favorecimento que Dilma teve, dados do INSS mostram que os brasileiros que estão com toda a documentação regular esperam pelo menos 90 dias — entre apresentação e a concessão — para obter o benefício. Números atualizados nesta semana mostram que pelo menos 400 000 brasileiros estão com processos de aposentadoria represados no INSS nessa situação.

Segundo o regulamento do INSS, ao verificar que a papelada de Dilma Rousseff estava irregular, a servidora do INSS deveria ter se recusado a proceder com o benefício. Aos constatar as falhas, Fernanda Doerl, que levou a pena de advertência por não ter atuado com “zelo”, “dedicação” e sem “observar as normas legais” no episódio, tinha a obrigação, diz a sindicância, de “alertar (Dilma) acerca das impropriedades e que o seguimento do pleito só se daria a partir da apresentação, por completo, de todo o contexto documental exigido e necessário”.

Ironicamente, apesar de apontar irregularidades e reconhecer condutas impróprias no caso dos servidores, a sindicância justifica as penas brandas aplicadas alegando que não verificou “intenção clara” dos investigados em beneficiar Dilma Rousseff. Já sobre a própria ex-presidente a sindicância limita-se a cobrar a devolução de 6 188 reais, referentes a um mês de salário que teria sido pago irregularmente pelo INSS. Apesar da concessão irregular de aposentadoria por falta de documentos, a sindicância constatou que o valor do benefício da petista é compatível com o determinado. Dilma Rousseff está recorrendo para não ter que devolver o dinheiro.

Para justificar a aplicação de advertência a Fernanda Daerl, os integrantes da sindicância registram que a servidora, embora tenha atuado de maneira displicente, não agiu de má-fé. “Foram demonstrados o descumprimento das normas regulamentares e a falta de zelo da servidora. Por outro lado, não há qualquer indício de que tenha havido má-fé da servidora. Não houve qualquer contato indevido entre a indiciada e a segurada (Dilma) ou qualquer preposto seu”, registra o relatório. Já Gabas, teve a punição atenuada por ter “bom comportamento e bons antecedentes” enquanto servidor.

Ao prestar depoimento na sindicância, Gabas negou que tivesse favorecido Dilma Rousseff ao cuidar pessoalmente do processo na agência da Previdência em Brasília. Gabas alegou aos investigadores que “o atendimento diferenciado de pessoas públicas era comum e tinha o objetivo de assegurar a integridade física e moral dos demais segurados”. Já Fernanda Daerl sustentou durante todo o processo que agiu de acordo com a lei e que se guiou por normas do INSS para aprovar os dados cadastrais de Dilma.

"A FORÇA DO BARBEAR"


Lava Jato acha telefone da mulher de Gilmar no celular do Rei do Ônibus

Lava Jato acha telefone da mulher de Gilmar no celular do Rei do Ônibus:

Um Juiz japonês se mataria em público depois de uma coisa dessas! Até mesmo um Juiz de UGANDA teria vergonha de uma coisa assim !
guiomar-mendes.jpg


Procuradoria da República, no Rio, revela 'apreensão' com a possibilidade de serem soltos os alvos da Operação Ponto Final, que capturou a cúpula do Transporte do Estado

Força-tarefa da Lava Jato no Rio pede nova suspeição de Gilmar

gilmarmendesestadao.jpg

Força-tarefa da Lava Jato no Rio pede nova suspeição de Gilmar:

Procuradores se dizem 'apreensivos' ante a possibilidade de empresários de ônibus presos na Operação Ponto Final acabarem em liberdade

ESPECIAL PARA MULHERADA FURIOSA - Socialite comunista manda filhinha doar iPad para os pobres filhos de Lula

Artigo Original do Blog do Jornalista Políbio Braga

Socialite comunista manda filhinha doar iPad para os pobres filhos de Lula:

beta.jpg

A herdeira de uma pequena fração do capital do Credit Suisse, Roberta Luchsinger, que morando no Brasil aderiu ao PCdoB, anunciou hoje duas providências:

1) Vai aumentar de R$ 500 mil para R$ 1 milhão o valor da doação que fará ao Lula, a quem quer retirar da pobreza depois que o juiz bloqueou R$ 10 milhões do líder do PT.
2) Convenceu a filhinha de 5 anos que teve com o ex-delegado Protógenes Queiroz, de que o melhor que ela tem a fazer com o seu iPad, é tratar de doá-lo para os filhos de Lula, já que os iPads dos marmanjos foram confiscados por Moro.

Roberta Luchsinger poderá ser obrigada a entregar parte da doação para o condomínio do prédio onde mora. É que ela deve R$ 232 mil de taxas que não foram pagas.

O edifício fica em Higienopolis, SP, e ocupa um andar inteiro.

às 8/18/2017 02:05:00 PM

Lava Jato acha telefone da mulher de Gilmar no celular do Rei do Ônibus

Lava Jato acha telefone da mulher de Gilmar no celular do Rei do Ônibus:

Gilmar-no-casamento-da-neta-de-Jacob-Bar
Imagem: Reprodução / Balada In
A força-tarefa da Operação Lava Jato encontrou o número de telefone de Guiomar Mendes, mulher do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), na agenda do celular do empresário Jacob Barata Filho, o ‘Rei do Ônibus’. Na noite de quinta-feira, 17, Gilmar Mendes mandou soltar Jacob Barata Filho, preso pela Operação Ponto Final – que capturou a cúpula dos Transportes do Rio em julho.


Mais informações »


Desembargador ameaça deixar sessão por causa de roupa de advogada em GO

A Folha de São Lula mostra a foto da "advogada" de vestido - ela estava na Sustentação Oral usando camiseta !!!

Desembargador ameaça deixar sessão por causa de roupa de advogada em GO:

17230433.jpeg


Um desembargador do TRT (Tribunal Regional do Trabalho) da 18ª Região, em Goiânia, ameaçou deixar uma sessão de julgamento por considerar inapropriada a roupa da advogada que se levantou para fazer a sustentação oral do processo. O impasse ocorreu na manhã desta quinta-feira (17).
Leia mais (08/18/2017 - 18h47)

A íntegra do novo ofício do MPF contra Gilmar

A íntegra do novo ofício do MPF contra Gilmar:

Confira AQUI o novo ofício do MPF do Rio à PGR pedindo a suspeição de Gilmar Mendes nos casos envolvendo Jacob Barata Filho e Lélis Teixeira, empresários de ônibus do Rio. E AQUI os documentos que fundamentam o pedido.

As relações intricadas, segundo o MPF

As relações intricadas, segundo o MPF:

No ofício em que pede a suspeição de Gilmar Mendes, o MPF anexou um diagrama das relações de parentesco e societárias que aproximam o ministro do STF dos empresários Jacob Barata Filho e Lélis Teixeira.



uploads%2F1503092211795-diagrama+gilmar.


MPF diz que Guiomar está na agenda de contatos de Jacob Barata Filho

MPF diz que Guiomar está na agenda de contatos de Jacob Barata Filho:

No ofício em que pede a suspeição de Gilmar Mendes, o MPF também diz que encontrou na agenda do celular de Jacob Barata Filho o contato de Guiomar Mendes, mulher do ministro do STF que beneficiou o empresário com um habeas corpus...



uploads%2F1503091805524-GUIOMAR+TELEFONE


Urgente: Gilmar voltará a libertar empresários de ônibus


Urgente: Gilmar voltará a libertar empresários de ônibus:

Quase simultaneamente à divulgação do novo ofício do MPF pela suspeição de Gilmar Mendes, o ministro do STF resolveu que concederá novamente liberdade aos empresários Jacob Barata Filho e Lélis Teixeira.

A informação é de Merval Pereira.

PF deflagra duas novas fases da Lava Jato; ex-deputado Cândido Vaccarezza é preso


PF deflagra duas novas fases da Lava Jato; ex-deputado Cândido Vaccarezza é preso:

JBatista / Agência Câmara
Ex-deputado Cândido Vaccarezza é um dos alvos de prisão desta sexta (18)

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta sexta-feira (18), duas novas fases da Operação Lava Jato. A 43ª fase foi chamada de Operação Sem Fronteiras e a 44ª foi batizada de Operação Abate. O ex-deputado petista Cândido Vacarezza, que foi líder dos governos Lula e Dilma na Câmara, é um dos alvos de prisão da Operação Abate. É a primeira vez que a PF realiza duas fases da Lava Jato ao mesmo tempo.

Foram 46 ordens judiciais expedidas para as operações, seis deles foram mandados de prisão temporária. Foram 29 mandados de busca e apreensão e 11 de condução coercitiva. Vaccarezza e os outros presos nas operações serão levados para a carceragem da Superintendência da PF em Curitiba, no Paraná.

Vaccarezza foi alvo da operação Abate. Segundo a PF, Vaccarezza apadrinhava um grupo criminoso e exercia influência para obter contratos da Petrobras com empresa estrangeira e desviar recursos em forma de propina em benefício próprio e para outros políticos, executivos da estatal e outros agentes públicos.

A operação Sem Fronteiras investiga relação espúria entre executivos da Petrobras e estrangeiros para obter informações privilegiadas e favorecimento em contratos milionários com a estatal.

Vaccarezza, preso na Lava Jato, é cacique em partido nanico

O deputado Cândido Vacarezza, em foto de maio de 2013 (Foto: Valter Campanato/ABr)

Vaccarezza, preso na Lava Jato, é cacique em partido nanico:

Cândido Vaccarezza – preso temporariamente pela Lava Jato nesta sexta-feira (18) por suspeitas de desvios na Petrobras - já foi um importante nome do PT. Ocupou até a liderança do partido na Câmara dos Deputados. Atualmente é um dos caciques do nanico Avante (ex-PTdoB). Há poucas semanas, ele negociou o ingresso do ex-presidente da Câmara dos Deputados Waldir Maranhão (MA), que estava no PP, na legenda.

>> Mais notas na coluna EXPRESSO

O ex-deputado Cândido Vacarezza (Foto: Valter Campanato/ABr)

URGENTE: LAVA JATO EM DOBRO

URGENTE: LAVA JATO EM DOBRO:

Lava Jato nas ruas.

São duas operações em uma, segundo o G1: 43 e 44.

Supremo aprova para TSE três professores de faculdade de Gilmar

Supremo aprova para TSE três professores de faculdade de Gilmar:

17177192.jpeg
Imagem: Marlene Bergamo / Folhapress
Os três advogados aprovados pelo STF (Supremo Tribunal Federal) nesta quarta (16) para disputar uma vaga de ministro substituto no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) são professores de um instituto educacional do qual é sócio Gilmar Mendes, ministro do STF e presidente do TSE.
Mais informações »


18 de Agosto de 1850: Morre o escritor francês Honoré de Balzac

Honoré de Balzac (1842).jpg

Balzac em 1842.
Pintura realizada após daguerreótipo de 1842 de Louis-Auguste Bisson 

18 de Agosto de 1850: Morre o escritor francês Honoré de Balzac:

Escritor francês, nasceu a 20 de maio de 1799, em Tours, e morreu a 18 de agosto de 1850, na Rua Fortunée (hoje Rua de Balzac), em Paris. Quando Balzac nasceu, o pai tinha 53 anos e a mãe 21. Foi mandado para o colégio entre os oito e os catorze anos. Com a queda do governo napoleónico a família mudou-se de Tours para Paris, local onde Balzac frequentou mais dois anos de escola e passou os três anos seguintes a trabalhar no escritório de um advogado. A personalidade de Balzac ficaria marcada pela ausência de afeto maternal. Todo o seu trabalho literário se desenvolveu no ambiente de uma família burguesa representativa da mutação dos tempos. O Antigo Regime tinha sido derrubado com a Revolução Francesa.

Honoré de Balzac decidiu aos vinte anos dedicar-se à literatura. Como escritor de Cromwell (1819) e outras trágicas peças não foi além de um insucesso absoluto. De seguida escreveu romances sob pseudónimos. Como as suas obras tinham pouco êxito, lança-se nos negócios em 1825. Associa-se a um livreiro e torna-se impressor, mas em 1828 acaba por arruinar a família. Esta experiência dolorosa vai influir na obra literária. Em 1829, a publicação de duas obras deram o mote para o início do sucesso da sua carreira: les Chouans, um romance de amor que conta a história da insurreição dos camponeses de Breton contra a França revolucionária de 1799, e la Physiologie du mariage, um ensaio humorístico e satírico. Um ano depois publica Scènes de la vie privée, obra que veio aumentar a sua reputação. Estas histórias contadas por Balzac eram, na sua maior parte, estudos psicológicos baseados em conflitos entre pais e filhos. É um escritor que observa muito detalhadamente a fachada social. É como um cientista, deve muito ao positivismo de Comte (observação e experiência). Escreve o que pensa da sociedade, mas de um modo desapaixonado.

Balzac passou a maioria do seu tempo em Paris. Frequentou os salões parisienses e investiu esforços para se tornar uma figura deslumbrante da cidade das luzes. Estava ávido de fama, fortuna e amor. Encetou um conjunto de relações amorosas com mulheres da aristocracia do seu tempo. Entre 1828 e 1834 teve uma existência verdadeiramente tumultuosa. A ostentação da vida social que cultivava era um modo de se descontrair da sua enorme capacidade de trabalho, cerca de 14 a 16 horas por dia, tempo passado a escrever com uma pena de ganso e vestido com uma toga branca, quase monástica, e sempre acompanhado pelo café, o seu vício. Estes anos foram também de intensa atividade jornalística. Entre 1832 e 1835 produziu mais de vinte trabalhos dos quais se destacam: le Médecin de campagne (1833), Eugénie Grandet (1833, Eugénia Grandet), l'Illustre Gaudissart (1833) e Père Goriot (1835, Pai Goriot) uma das suas obras-primas. Neste romance reaparecem pela primeira vez personagens de romances anteriores. Tenta construir um universo coerente de seres e situações que formem um todo. O ano de 1834 marca o clímax na carreira do escritor, quando decidiu publicar uma série de livros onde retrataria a sociedade do seu tempo dividida em três categorias de romances: em Etudes analytiques retrata os princípios que governam a vida e a sociedade, em Etudes philosophiques revela as causas do determinismo da ação humana e em Etudes de murs mostra os efeitos dessas causas e divide-as em seis scènes - privadas, provinciais, parisienses, políticas, militares e rurais. Este projeto resultou num total de 12 volumes escritos entre 1834/37. Em 1840 juntou todos os volumes e mais alguns escritos posteriores, reunindo-os numa obra que intitulou la Comédie humaine (A Comédia Humana). A edição definitiva, de 24 volumes, só foi editada entre 1869 e 1876.

No período entre 1836 e 1839 escreveu le Cabinet des Antiques (1839) e as primeiras duas partes de Illusions perdues, considerada uma obra-prima, que só ficou concluída em 1843. Este livro conta a história de um jovem provinciano que vem para Paris e que, ao confrontar-se com uma nova realidade, abala as suas ideias românticas. Não há tema mais balzaquiano do que o de um jovem provinciano ambicioso que luta no mundo competitivo e adverso da grande cidade de Paris. Balzac admira estes indivíduos e tem especial atração pelo tema que coloca em conflito o indivíduo com a sociedade. As personagens balzaquianas são continuamente afetadas pelas pressões derivadas das dificuldades materiais e das ambições sociais. Ainda durante a década de trinta escreveu alguns romances relacionados com psicologia, mística e temas eróticos. A variedade de temas transformou Balzac no supremo observador e cronista da sociedade francesa contemporânea. Os seus romances são inigualáveis quer na vitalidade e na diversidade narrativas, quer no interesse obsessivo pelas várias vertentes da vida, o contraste entre os hábitos e costumes da cidade e da província, a indústria, o comércio, a arte, a literatura, a cultura, a intriga política, o amor romântico, os escândalos na aristocracia e na alta burguesia. A maioria destes assuntos estavam ainda por explorar na ficção francesa.

A história que Balzac se propôs escrever é sobretudo uma história da sociedade burguesa, não negligenciando o indivíduo nos seus silêncios e nas suas elipses. Balzac tinha um extraordinário poder de observação, memória fotográfica e capacidade intuitiva para perceber as atitudes dos outros, os seus sentimentos e motivações. O romance balzaquiano faz com que o leitor descubra a alma e os sofrimentos incógnitos, em particular os sofrimentos de abandono e de humilhação. Os seus romances são interditos a leitores unidimensionais.
Honoré de Balzac. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2013.
wikipedia (Imagens)


800px-Balzac1820s.jpg
O jovem Balzac na década de 1820, desenho atribuído a Achille Devéria