"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

O INÍCIO DA GUERRA CIVIL NO RIO DE JANEIRO

Policial civil acusado de atirar contra tropa de choque da PM é preso

Ele fez os disparos na região da Alerj e fugiu de metrô para a Barra
POR GISELLE OUCHANA
01/02/2017 18:15 / atualizado 01/02/2017 18:34

O policial Wandre Nicolau de Souza, no metrô - Reprodução

RIO - Um policial civil lotado na Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) foi preso na tarde desta quarta-feira, na Barra da Tijuca, suspeito de atirar contra a tropa do Batalhão de Choque da PM, que estava em frente à Assembleia Legislativa. De acordo com Polícia Militar, Wandre Nicolau de Souza foi abordado por homens da Coordenadoria de Inteligência (CI) e do 31º BPM (Barra da Tijuca), ao sair de da estação Jardim Oceânico do metrô. Ele estava sendo monitorado desde o momento dos disparos e, segundo a PM, confirmou que atirou. O policial estava com uma pistola Glock 40, que foi apreendida. Ele foi encaminhado para a Corregedoria da Polícia Civil.

Wandre foi localizado por volta das 16h30m. Ele teria feito os disparos na esquina da Rua Nilo Peçanha com a Avenida Rio Branco, e fugido do local de metrô. Ao descer no Jardim Oceânico, ele tentou fugir, mas foi alcançado na Avenida Armando Lombardi e recebeu voz de prisão.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/rio/policial-civil-acusado-de-atirar-contra-tropa-de-choque-da-pm-preso-20858478#ixzz4XTHxnhD3 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua mensagem será avaliada pelos Editores do Ataque Aberto. Obrigado pela sua colaboração.