"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

segunda-feira, 10 de abril de 2017

A Verdade sobre o "Escândalo" José Mayer e a Rede de Televisão Criminosa



Texto original de Aava Santiago.

Presença de Anitta - a garota que foi abusada na infância e depois virou uma "ninfeta safada" de 18 anos que seduz e destrói a vida um pai de família (interpretado por José Mayer);

Laços de Família - esse mesmo ator interpreta Pedro, que se envolve com várias mulheres, fazendo todas se odiarem. Uma delas é uma menor de idade, interpretada por Débora Secco, com quem ele tem relacionamentos sexuais agressivos como forma de "corretivo". Na mesma novela mãe e filha disputam o mesmo homem;

Avenida Brasil - o empresário Cadinho se envolve com três mulheres lindas, ricas e poderosas, que abrem mão do conforto e, sobretudo, da dignidade para viver com ele na pobreza mesmo depois de se descobrirem enganadas;

Ligações Perigosas - o personagem Augusto, vivido por Selton Mello, entra no quarto de Cecília, estupra a personagem, que depois se apaixona por ele; 

Verdades Secretas - o milionário empresário Alex se apaixona pela personagem Angel (???), de 16 anos, com quem vive um tórrido romance, a ponto de se casar com a mãe dela para ficar perto da moça. A trama termina com o suicídio de uma mulher e com outra se tornando homicida;

Império - O charmoso e sedutor Comendador, vivido por Alexandre Nero, casado com Marta, mantém uma mulher mais jovem que sua filha como amante. O galante morre no final, deixando as duas com nítido sentimento de viuvez;

Da cor do pecado - O título da novela faz referência à cor de sua protagonista, Taís Araújo, cujos "dotes" de sedução são associados à sua negritude;

BBB - participante Laercio confessa embebedar adolescentes para fazer sexo com elas e, em sua saída, Pedro Bial diz "venha para fora com suas Anittas e Lolitas";

Escolinha do professor Raimundo - a personagem Marina da Glória sempre responde errado às perguntas, porém com sua voz sexy e seu "jeito insinuante", acaba tirando 10;

Angélica e Xuxa - as duas apresentadoras eram, ainda menores de idade, hiperssexualizadas em programas para crianças, a ponto do jornal o Estado de São Paulo dizer que Xuxa povoava os mais secretos pensamentos infantis. O mesmo jornal anunciou que a TV manchete agora poderia fazer frente à audiência de Xuxa, pois havia contratado a estonteante ninfeta Angelica, à época com 13 anos;

Globeleza - globeleza;

somando-se a esses exemplos as incontáveis passadas de mão, beijos roubados, assédio moral e sexual em ambiente de trabalho que depois viram romance, etc, etc.

Quando a Rede Globo diz, em nota, que "repudia qualquer forma de desrespeito, violência ou preconceito" É UM DEBOCHE!

6 comentários:

  1. É 'vero'! Incentivam a safadeza aí, quando o 'bicho pega', querem tirar o rabo de fora!

    ResponderExcluir
  2. Repercutir no Facebook e Twitter. Creio que seja o mínimo do mínimo que podemos fazer para compartilhar seu pensamento, com o qual concordo de 'cabo a rabo'.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EXATAMENTE ! Este tipo de gente precisa ser atacado 24 horas por dia, 7 dias por semana.

      Abraço

      Excluir
    2. Hipocrisia e demagogia!!! Vivemos em um mundo de aparências,onde o falso moralismo impera!

      Excluir
  3. Eu vi a Globo nascer em 1962. Foi o início de um câncer nos meios de comunicação.

    ResponderExcluir
  4. Detesto a Globo e suas novelas. Por isso não assisto. A melhor arma que o povo possui, se chama boicote.

    ResponderExcluir

Sua mensagem será avaliada pelos Editores do Ataque Aberto. Obrigado pela sua colaboração.