"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

sexta-feira, 7 de abril de 2017

EUA avisaram a Rússia antes de bombardear a Síria

EUA avisaram a Rússia antes de bombardear a Síria:

(Mass Communication Specialist 3rd Class Ford Williams/U.S. Navy/AP)" description="">

(Robert S. Price/Courtesy U.S. Navy/Reuters)" description="">

(Robert S. Price/Courtesy U.S. Navy/Reuters)" description="">

(Carlos Barria/Reuters)" description="">

(Carlos Barria/Reuters)" description="">

(DigitalGlobe/Courtesy U.S. Department of Defense/Reuters)" description="">

(US NAVY / Robert S. PRICE/AFP)" description="">

Os Estados Unidos avisaram a Rússia antes de lançar o bombardeio desta quinta-feira contra uma base aérea do regime de Bashar Assad na Síria, informou o Pentágono. “As forças russas foram notificadas antecipadamente sobre a ofensiva”, afirmou o porta-voz militar americano Jeff Davis ao jornal The New York Times.

Aliada do regime sírio, a Rússia frequentemente conduz ações militares coordenadas com as tropas de Assad contra o Estado Islâmico e outros grupos extremistas que tentam derrubar o ditador. “Tomamos precauções para minimizar o risco de atingir oficiais russos ou sírios na base aérea”, detalhou Davis.

Veja também

O Pentágono informou que ainda está avaliando o resultado do bombardeio, mas que as primeiras informações indicam que os mísseis “danificaram severamente ou destruíram” aviões sírios e a infraestrutura da base de Shayrat, “reduzindo a capacidade do governo sírio de lançar ataques químicos”. “O uso de armas químicas contra inocentes não será tolerado”, finalizou Davis.



Arquivado em:Mundo


Anexos originais:
trump-usa-ataque-siria-20170407-0005.jpg?quality=70&strip=all
ad516503a11cd5ca435acc9bb6523536?s=96&r=G

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua mensagem será avaliada pelos Editores do Ataque Aberto. Obrigado pela sua colaboração.