"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

sábado, 1 de abril de 2017

Nós nunca esqueceremos.


O PSOL 50 apoiou o ditador Maduro.

O Partido dos Trabalhadores apoiou o ditador Maduro.

O PCdoB - Partido Comunista do Brasil apoiou o ditador Maduro.

Lula gravou video de apoio ao ditador Maduro.

Dilma Rousseff fez juras de amor em apoio ao ditador Maduro.

Luciana Genro foi à Venezuela em apoio ao ditador Maduro.

A UNE - União Nacional dos Estudantes emitiu nota de apoio ao ditador Maduro.

O MST - Movimento dos Trabalhadores Sem Terra fez passeata em apoio ao ditador Maduro.

O Levante Popular da Juventude fez dancinha em apoio ao ditador Maduro.

João Pedro Stédile fez discurso em carro aberto na Venezuela em apoio ao ditador Maduro.

A CUT Brasil realizou ato em apoio ao ditador Maduro.

Há muito tempo a Venezuela é governada por uma ditadura que frauda eleições, prende líderes oposicionistas sem qualquer motivo, centraliza o poder na figura de seu autocrata, ameaça, encarcera e assassina manifestantes contrários ao regime, impõe censura aos veículos de comunicação e controla com mão pesada o mercado. Maduro não virou ditador do dia para a noite.

O resultado é previsto: crise de fome, filas intermináveis em busca de produtos básicos de sobrevivência, falta de água, de energia, de remédios, de gasolina, surtos de sarna, fuga em massa de venezuelanos para os países vizinhos, aumento considerável da pobreza extrema.

Agora não dá pra gente fingir que nada aconteceu. Tudo isso só foi possível graças ao apoio da esquerda brasileira. Esse mesmo pessoal que agora grita "golpe" por aqui, responsável por administrar por mais de uma década e falir a economia mais importante da América Latina, foi o braço que deu base de sustentação a Maduro, o principal alicerce político para que essa ditadura estabelecesse o caos.

Nós nunca esqueceremos.

- Rodrigo da Silva, editor do Spotniks

Um comentário:

  1. E não esquecermos de que essa ditadura na Venezuela, foi financiada com o dinheiro dos brasileiros, com o agravante de ser em forma de empréstimos e obras, via BNDES. Dinheiro esse que não voltará aos cofres brasileiros (fundo perdido). Vergonha !!!

    ResponderExcluir

Sua mensagem será avaliada pelos Editores do Ataque Aberto. Obrigado pela sua colaboração.