"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

quinta-feira, 4 de maio de 2017

04 de Maio de 1493: O "Novo Mundo" é dividido entre Portugal e a Espanha, através da bula "Inter Coetera"

04 de Maio de 1493: O "Novo Mundo" é dividido entre Portugal e a Espanha, através da bula "Inter Coetera":

Bula Inter Coetera, expressão em latim que significa “"entre outros (trabalhos)", foi uma  bula do Papa Alexandre VI, datada de 4 de Maio de 1493. Pelos seus termos, o chamado "novo mundo" seria dividido entre Portugal e a Espanha, através de um meridiano situado a 100 léguas a oeste do arquipélago de Cabo Verde: o que estivesse a oeste do meridiano seria espanhol, e o que estivesse a leste, português.
Em 1492 a Coroa castelhana iniciou a sua expansão marítima apostando no projecto do navegador genovês Cristóvão Colombo. Pensando ter chegado às Índias, o navegador italiano encontrou o continente americano. O anúncio da existência do novo continente inseriu os castelhanos na disputa por novas áreas de exploração colonial. Temendo uma abrupta ascensão marítimo-comercial espanhola, Portugal ameaçou entrar em conflito com os seus vizinhos caso as suas possessões fossem desrespeitadas. Solicitou-se ao papa Alexandre VI que arbitrasse a questão.
No dia  4 de Maio de 1493, através da Bula Inter Coetera estabeleceu-se um acordo que determinava as regiões de exploração de cada uma das nações ibéricas. De acordo com o documento, uma linha imaginária a 100 léguas das Ilhas de Cabo Verde dividia o mundo, determinando que todas as terras a oeste dessa linha seriam de posse da Espanha e a leste seriam fixados os territórios portugueses. Este arranjo assegurava as terras descobertas no ano anterior por Cristóvão Colombo à Espanha e, a Portugal a costa africana que vinha sendo explorada com vista ao descobrimento de um caminho marítimo para a Índia.Desta maneira, a disputa parecia resolvida.
No entanto, por motivos não muito claros, o rei Dom João II exigiu a revisão do acordo diplomático. Alguns historiadores levantam a hipótese que a Coroa Portuguesa sabia da existência de terras na parte sul do novo continente. Dessa maneira, as autoridades lusas mais uma vez ameaçaram os castelhanos caso o pedido de revisão não fosse acatado. Mais uma vez, o papa foi convocado para intermediar novas negociações. Para solucionar esse impasse, foi negociado o Tratado de Tordesilhas (1494), que estabeleceu um novo meridiano a 370 léguas das ilhas de Cabo Verde.

wikipedia (imagens)
File:España y Portugal.png
As linhas de divisão realizadas em 1493 (Bula Inter Coetera) e 1494 (Tratado de Tordesilhas)
File:Pope Alexander Vi.jpg
Papa Alexandre VI - Cristofano dell Altissimo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua mensagem será avaliada pelos Editores do Ataque Aberto. Obrigado pela sua colaboração.