"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

sábado, 20 de maio de 2017

A MEIA VERDADE

“Uma meia verdade é uma declaração enganosa que inclui algum elemento de verdade. A declaração pode ser parcialmente verdadeira, pode ser completamente verdadeira, mas apenas parte da verdade total, ou pode utilizar algum elemento enganoso, como pontuação indevida, ou duplo sentido, especialmente se a intenção for enganar, iludir, culpar ou deturpar a verdade.” (Google – wikipedia)

Ou, como ensina um velho provérbio chinês: “A meia verdade é sempre uma mentira inteira.” (OBS: A cultura chinesa é saudada pela sua experiência e sabedoria)

Eis que todos estão debatendo a delação do GANGSTER Joesley Batista, o dono do grupo JBS e também pseudo sócio (oculto, óbvio) do filho do Lula da Silva. Ocorre que a paixão ideológica das pessoas as faz cegas e seletivas na interpretação de qualquer denúncia.

Assim, alguns simpatizantes do “lulopetismo” só enxergam e dão valor aos trechos onde os seus opositores são atacados.

Já os adversários do “lulopetismo” creem e exortam as partes onde o delator conta pecados dos companheiros bolivarianos.

E a Rede Globo, ávida por audiência, joga nitroglicerina neste fogo. Pouco se importando com as consequências deste “carnaval”, ou sequer se as gravações são legítimas ou não, ela (Rede Globo), sempre tão defensora da ética, age como um incendiário irresponsável – se é que exista algum incendiário responsável. Afinal, quando se está em baixa, dizem que tudo é válido. Até criar suspense com MEIAS VERDADES, uma artimanha tacanha utilizada pelos amorais.

Depois de liberados os áudios, o debate pegou fogo de uma vez.

Em cada cabeça uma sentença. Todas distintas.

A única coisa que eu não escutei (ou mesmo li) diz respeito à credibilidade do delator, Ora, se o sujeito carrega no seu curriculo pessoal mais sujeira que um “pau de galinheiro”, a lógica nos aponta para tudo o que ele disser não tenha fidúcia.

Porém – e esta é uma premissa relevante – foi mais um amigo dos petistas que acusou o Vaccari, o Lula e a Dilma de estarem envolvidos até “a fuça” nas propinas e no dinheiro ilegal. Que baita coincidência, não acham?

E como gritam os petistas acusados, é tudo mentira!

Mas, o AÉCIO e o “golpista” TEMER, também citados na delação, são seguramente culpados. Aí, NÃO é mentira!

Quanta desfaçatez. Quanta cara de pau. E o pior é que muita gente esclarecida ainda acredita nestas MEIAS VERDADES.

Por este singelo motivo é que o Brasil está vivendo nesta “inhaca” gigantesca. Uma crise monumental; desde o setor ecônomico, passando pela moral, pela ética, e chegando à indecência geral.

Os membros dos três poderes da República ao que tudo indica já acostumaram a proteger-se mutuamente, esquecendo o necessário comportamento exemplar em virtude de uma ganância desmesurada, sempre à custa de uma impunidade que só ofende a todas as pessoas sérias.

Diante disso, estamos em mais uma ferrenha batalha entre NÓS e VOCÊS. Ou seja, tudo o que venha nos atingir é uma deslavada mentira e fruto de um golpe para dizimar o PT, enquanto que tudo o que disser respeito aos “golpistas” ou “facistas”, é verdade e TEM que ser investigado à fundo (de preferência com a prisão preventiva e a desmoralização midiática dos acusados).

Agora, se tocarem no nosso perseguido líder populista (o Luladrão), faremos uma revolução no país. Independente do fato de haver provas, pois estas certamente são forjadas e ilegais.

A gravíssima crise econômica e os 14 milhões de desempregados são coisa “plantada” e obra do governo anterior.

Ah, também foi nosso? Então É GOLPE!

E viva a hipocrisia!

Marcelo Aiquel – advogado (20/05/2017)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua mensagem será avaliada pelos Editores do Ataque Aberto. Obrigado pela sua colaboração.