"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

sábado, 20 de maio de 2017

PARA QUEM NÃO TEM MEMÓRIA


O artigo de hoje vai endereçado para os hipócritas e esquecidos em geral (vale também para as “memórias seletivas”).

Assim como a grande maioria dos brasileiros, fiquei muito preocupado com a repercussão das tais gravações do GANGSTER Joesley Batista (sim, um verdadeiro gangster, porque quem corrompe tantos não pode ser confiável, nem flor que se cheire).

A Rede Globo anunciou uma “BOMBA”, através do amestrado e sorridente Bonner, dizendo que as gravações entregues à PF teriam um efeito demolidor; que seria um fato do tipo “arrasa quarteirão” na República.

Apresentadas as provas no JN, viu-se que a tal “BOMBA” era, no máximo, de festim, além de não conter nada de extraordinário (nota pessoal: Acho muito promíscuas estas relações entre corruptores e corruptos; mas o que foi mostrado não tinha nenhum pecado mortal).

A partir daí, o que viu foi patético!

Petistas e simpatizantes (muitos usando cuecas sujas) festejando nas ruas. Deputados – como o carioca Alessandro Molon – dando entrevistas que mais pareciam uma aula de contradição ambulante; pois, concediam uma importância planetária a uma gravação que nada prova, esquecendo-se do que declararam, há poucos meses, quando do processo de impeachment da ex-presidente Dilma, a “Estela do VPR”.

Aliás, disseram que aquela gravação da Dilma avisando o Lula não teria valor jurídico, nem probante; mas esta recente, feita pelo “sócio” do BNDES (então comandado pelo PT), se tornou uma prova com valor substancial.

Ora, gente, vamos ser menos hipócritas e mais honestos com nós mesmos? Tá certo que este pedido só cabe àquelas pessoas de bom senso, àqueles que não julgam com dois pesos e duas medidas.

E será que ninguém vai mensurar quanto a Rede Globo perderia com a suspensão dos comerciais da sua grande cliente, a JBS?

Ou fazer as contas de quanto lucrou a mesma JBS no mercado de dólar e na Bolsa (Bovespa), nestes dois dias em que o JN espalhou o terror no Brasil?

Pois é. A escumalha da esquerda agora quer “canonizar” o grande corruptor nacional e “crucificar” seus alvos ou opositores.

Mas, o que ninguém fala (pelo menos a mídia comprada) é que a JBS era a maior parceira do PT, do Lula (dizem que do Lulinha também), do Mantega, et catefra.

Ninguém acha curioso que o GANGSTER goiano Joesley (aquele que corrompia muitos) SÓ TENHA GRAVADO AS CONVERSAS COM O TEMER E O AÉCIO?

Nenhum papo, ou mesmo telefonema, com a turma do PT foi gravado? (Se foi, está bem escondido) Isso que foi o PT quem alavancou as oportunidades de expansão do grupo JBS (via BNDES e Fundos de Pensão).

É muito curioso, além de extremamente estranho, não acham?
Bem, vai ver que o GANGSTER da JBS também era seletivo nas suas gravações. Ou só levantava suspeitas dos inimigos políticos dos seus parceiros...

Enfim, tentaram implodir a credibilidade do governo brasileiro.

Um governo golpista (como adora cacarejar o grupelho bolivariano), que só chegou ao poder através do “indecente e ilegal” impeachment.

Casualmente o mesmo processo que, agora, DEIXOU DE SER GOLPE, E É A SOLUÇÃO PARA O FUTURO DA NAÇÃO.

Durma-se com tanta hipocrisia!

Marcelo Aiquel – advogado (19/05/2017)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua mensagem será avaliada pelos Editores do Ataque Aberto. Obrigado pela sua colaboração.