"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

sábado, 6 de maio de 2017

Pelo Facebook, Moro pede que defensores da Lava Jato não viajem a Curitiba para depoimento de Lula

Pelo Facebook, Moro pede que defensores da Lava Jato não viajem a Curitiba para depoimento de Lula:

Agência Brasil
Moro pediu que manifestantes pró Lava Jato não compareçam a Curitiba no próximo dia 10
 


O juiz Sérgio Moro gravou um vídeo para pedir que simpatizantes da Operação Lava Jato não se desloquem para Curitiba afim de promover ato na próxima quarta-feira (10), data em que o ex-presidente Lula prestará depoimento como réu na Lava Jato. No vídeo de pouco mais de um minuto, Moro diz que o interrogatório de Lula é parte do processo e uma oportunidade para que ele apresente sua defesa. Além disso, ressalta que “nada de diferente ou anormal vai acontecer nessa data”.

“Eu tenho ouvido que muita gente que apoia a Operação Lava Jato pretende vir a Curitiba manifestar esse apoio.[...] Eu diria o seguinte, esse apoio sempre foi importante, mas nessa data ele não é necessário. Tudo que se quer evitar, nessa data, é alguma espécie de confusão e conflito. Acima de tudo, não quero que ninguém se machuque em eventual discussão ou conflito nessa data. Por isso, a minha sugestão é a de que não venham. Não precisa. Deixa a Justiça fazer o seu trabalho”, justifica o juiz da 13ª Vara Federal em Curitiba.

A mensagem foi postada neste sábado (6), na página ‘Eu MORO Com ele’, criada no Facebook pela mulher do magistrado, Rosângela Moro. No início do vídeo, o juiz diz que não costuma utilizar o meio para esse tipo de recado. “Estou usando a rede social para transmitir um recado. Não costumo fazer isso, mas vou fazer isso dessa vez”, explica.

Assista ao depoimento abaixo:



Pelas redes sociais e ruas da Curitiba, grupos favoráveis e contrários ao ex-presidente – como o Vem pra Rua, Curitiba contra a Corrupção, o recém criado Lava Togas, o Movimento Brasil Livre (MBL), a Frente Brasil Popular, além de sindicalistas e membros do Movimento Sem Terra (MST) – convocam manifestantes para protestos nessa data. Os grupos vão ficar separados, em pontos diferentes da cidade.

Diversos outdoors contra o ex-presidente Lula foram espalhados pela cidade. Com modelos e dizeres diferentes, os painéis são atribuídos a três grupos contrários ao petista. Um deles, por exemplo, estampa os dizeres: “A ‘República de Curitiba’ te espera de grades abertas”.

O ex-presidente Lula foi indiciado por corrupção passiva, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. No inquérito em que prestará depoimento ao magistrado, Lula é apontado como recebedor de vantagens pagas pela empreiteira OAS no triplex do Guarujá. O petista prestaria depoimento no dia 3 de maio, mas o interrogatório foi remarcado a pedido da Secretaria de Segurança Pública do Paraná, preocupada com o esquema de segurança da audiência.

Leia também:

Blogueiro diz que Moro “não é mais juiz, é parte de um litígio”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua mensagem será avaliada pelos Editores do Ataque Aberto. Obrigado pela sua colaboração.