"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

sábado, 10 de junho de 2017

Técnica em enfermagem é presa por desviar remédios de hospital de Sapucaia do Sul para traficantes

Técnica em enfermagem é presa por desviar remédios de hospital de Sapucaia do Sul para traficantes:


Agentes da 1ª Delegacia do Departamento de Investigações do Narcotráfico (Denarc) prenderam em flagrante, entre a noite de sexta-feira (9) e a madrugada deste sábado (10), uma mulher e dois homens por tráfico e associação ao tráfico de drogas. A mulher é técnica em enfermagem e suspeita de desviar remédios do Hospital Getúlio Vargas, de Sapucaia do Sul, para uma quadrilha de traficantes. As prisões ocorreram em Canoas e em São Leopoldo.

Após três meses de investigação, foi apurado que a suspeita encaminhava para os outros dois homens presos na ação remédios de uso controlado conhecidos como opióides, que são drogas atuantes no sistema nervoso para aliviar a dor. Segundo o delegado Guilherme Calderipe, foi comprovado o desvio de morfina, tramadol e fentanil. Os medicamentos eram depois misturados com outras substâncias, com o objetivo de fabricar drogas injetáveis.

— Na casa da mulher que exerce funções na área de saúde no município de Sapucaia do Sul, a equipe apreendeu uma série de drogas e medicamentos de uso controlado, a maioria deles com venda proibida no comércio e com utilização restrita a ambientes hospitalares – ressalta Calderipe.

Medicação desviada tem uso controlado em ambiente hospitalar Foto: Divulgação / Polícia Civil

Na residência dos dois traficantes, em São Leopoldo, os policiais encontraram mil comprimidos de ecstasy, anabolizantes, uma carga de frascos de quetamina, que renderia até três mil cápsulas de "special-k" (quetamina com cocaína), ampolas de morfina, tramadol, fentanil, entre outras substâncias.

O Denarc não divulgou os nomes dos envolvidos e ainda apura o tipo de vínculo da técnica em enfermagem com o hospital. O diretor de investigações do Denarc, delegado Mario Souza, diz que mais pessoas, inclusive da área da saúde, estão sendo investigadas.

— Chamou a atenção encontrarmos tantos opióides ou opiáceos, são drogas usadas contra a dor e causam forte dependência. Certamente conseguimos retirar de circulação algo que seria distribuído a muitos jovens da região — aponta o delegado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua mensagem será avaliada pelos Editores do Ataque Aberto. Obrigado pela sua colaboração.