"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

'Há risco de colapso', dizem integrantes do Alto Comando do Exército, Marinha e Aeronáutica

'Há risco de colapso', dizem integrantes do Alto Comando do Exército, Marinha e Aeronáutica:

temer-exercito-for%25C3%25A7as-armadas.p
Imagem: Produção Ilustrativa / Política na Rede
Segundo o comando das forças, neste ano, contingenciou-se 40% das verbas para as Forças Armadas, e o recurso basta para cobrir gastos até setembro. Se não houver liberação de mais verba, o plano é reduzir expediente e antecipar a baixa dos recrutas. Atualmente, há substituição do quadro de efetivos por temporários para abrandar o custo previdenciário. Integrantes do Alto Comando do Exército, Marinha e Aeronáutica avaliam que há risco de “colapso”.


O Governo Federal decidiu reduzir o número de oficiais-generais do Exército Brasileiro em 2018. A diminuição de 154 para 147 profissionais, sete a menos do que em 2017, vai gerar uma economia de R$ 2,3 milhões por ano aos cofres do governo. A informação foi obtida com exclusividade pelo Metrópoles.
Mais informações »


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua mensagem será avaliada pelos Editores do Ataque Aberto. Obrigado pela sua colaboração.