"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Tapa na cara da nação: STF não poderá afastar político corrupto sem a ‘benção do Congresso’

Tapa na cara da nação: STF não poderá afastar político corrupto sem a ‘benção do Congresso’:

Com o voto de minerva da presidente Cármen Lúcia, o Supremo Tribunal Federal decidiu agora pouco, por 6 votos a 5, que o afastamento de parlamentares por meio de decisões cautelares da Suprema Corte não pode ser feito sem aval do Congresso.

Na prática, o STF se colocou abaixo do Congresso!


Trocando em miúdos: Políticos corruptos continuarão protegendo outros políticos corruptos e a impunidade continuará reinando no Brasil.

No início da votação, o ministro Edson Fachin chegou a alertar:

“Congresso revisar uma decisão do STF é uma ofensa ao postulado republicano e uma ofensa à independência do Poder Judiciário”

Votaram a favor desse entendimento os ministros Alexandre de Moraes, Gilmar Mendes, Marco Aurélio Mello, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Cármen Lúcia.


leia também:





Filha de ex-ministro do STF alertou: “Cármen Lúcia será a coveira da Suprema Corte”




Um comentário:

  1. O Brasil é refém dessa corja. A saída seria a tomada de posição dos poucos que ainda possuem armas.
    Imagine a justiça ter que perguntar ao bandido se ele quer ser preso.

    ResponderExcluir

Sua mensagem será avaliada pelos Editores do Ataque Aberto. Obrigado pela sua colaboração.