"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

HEGEL E ROTTWEILER - AS "TEORIAS DA CONSPIRAÇÃO" NO BRASIL


Quando ainda não se sabe EXATAMENTE e de forma IRREFUTÁVEL por que uma coisa aconteceu, criam-se as "Teorias". Algumas "teorias" são conspiratórias; outras não - mas TODAS são TEORIAS. O problema é que nós vivemos numa época em que atribuir a uma "teoria" o caráter de "conspiração" parece, não sei exatamente por qual motivo, diminuir a "força" dela. Isso ocorre porque vivemos numa sociedade que acredita ter descoberto a "chave da História". Como se existisse essa coisa absolutamente bem definida chamada "História" e como se fosse possível alguém ser proprietário da sua chave. Foi um filósofo alemão que hoje estaria INTERNADO como paciente esquizofrênico, Georg Wilhelm Friedrich Hegel, quem criou este monumento monstruoso, esta forma estúpida e escalafobética de compreensão da História como um mecanismo de relógio, material, pontual, com causas e efeitos e fenômenos que acontecem e se reproduzem coordenados por algo ou por alguém que ele chamava de "Espírito do Tempo"...onde não existem os espaços para Rockefeller, Rothschild ou Rottweiler...mas também não existe espaço para AÇÃO DE HOMEM NENHUM...e onde os aviões SEMPRE caem por causa do mau-tempo ou de uma falha mecânica...
Milton Pires.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua mensagem será avaliada pelos Editores do Ataque Aberto. Obrigado pela sua colaboração.