"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

SE LULA AUTORIZAR, JUIZ PETISTA - TEORI ZAVASCKI - DEVERÁ RETIRAR SIGILO DAS DELAÇÕES DA ODEBRECHT EM FEVERERIO



Delação da Odebrecht deve ser publicada em fevereiro

Aliados de Temer devem ser atingidos pelas revelações dos executivos da empreiteira


Jornal do Brasil Os investigadores da Operação Lava Jato já trabalham com a possibilidade de que uma parte considerável do conteúdo das delações da Odebrecht seja revelada ao público na primeira quinzena de fevereiro.
Relatos de 77 delatores ligados à empresa causa apreensão na classe política, já que eles devem ser diretamente atingidos pelas investigações. As informaçõessão do jornal Estado de S. Paulo.
Os investigadores esperam que o ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, retire o sigilo da maioria dos cerca de 900 depoimentos quando as delações forem homologadas. Isso deve ocorrer após o fim do recesso do Judiciário, nos primeiros dias de fevereiro.

O relato de 77 delatores ligados à empreiteira devem ser divulgados em fevereiro
O relato de 77 delatores ligados à empreiteira devem ser divulgados em fevereiro

Uma pequena parte do material, no entanto, deverá ser mantida sob sigilo, para não comprometer o aprofundamento das investigações.
Como relator da Lava Jato na Corte, cabe a Teori validar as delações. Para isso, uma equipe do ministro analisa todo o material durante o recesso. O acordo resultou de uma longa negociação, que se estendeu durante quase todo o ano de 2016.
Nos depoimentos, que serão divulgados em formato de áudio e vídeo, sem transcrições, os delatores relatam propina a políticos e operadores no Brasil e fora do país em troca da conquista de obras públicas, bem como o uso de contas e empresas no exterior para viabilizar pagamentos ilícitos.
Aliados próximos ao presidente da República, Michel Temer, devem, segundo fontes, ser diretamente atingidos pela delação da empresa, o que deve trazer turbulência política para o governo.
Após a homologação dos acordos e divulgação do conteúdo, a Procuradoria-Geral da República (PGR) e a Força Tarefa da Lava Jato podem realizar operações e solicitar diligências, como quebra de sigilo bancário e telefônico de investigados.

2 comentários:

  1. Se o ministro Teori já rejeitou uma delação feita em video, porque a Odebrecht prestou todas elas em video? E qual o cargo supremo que o Lula exerce que tem sempre a ultima palavra que deve ser proferida pelo distinto ministro?

    ResponderExcluir

Sua mensagem será avaliada pelos Editores do Ataque Aberto. Obrigado pela sua colaboração.