"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

URGENTE! Rebelião em andamento no CPP 3 de Bauru antigo Ipa



Presos de Bauru fazem rebelião com registro de fuga

24 de janeiro de 2017


WhatsApp Image 2017-01-24 at 09.57.23
Fogo na unidade prisional. (Foto: Divulgação)
Entraram em rebelião na manhã desta terça-feira (24) os presos do CPP-3 (Centro de Progressão Penitenciária) “Prof. Noé Azevedo”, localizado em Bauru (100 quilômetros de Marília), no quilômetro 349 da rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294).
Existe a informação de que a fuga de dezenas de presos pode ter ocorrido, mas alguns dos fugitivos já teriam sido recapturados pela Polícia Militar. A agitação teria começado antes das 8h e foram ouvidos gritos de: “opressão, opressão”.
No local, conhecido como o antigo Instituto Penal Agrícola, muita fumaça podia ser vista, além de presos circulando fora do prédio, mas atrás dos alambrados.
Empresas que funcionam nas proximidades estão fechadas e é grande o volume de viaturas e movimentação policial na área. Até o helicóptero da PM foi mobilizado.
A reportagem procurou a assessoria de imprensa da SAP (Secretaria de Administração Penitenciária) para comentar o caso, mas ainda não houve retorno.
O GIR (Grupo de Intervenções Rápidas) já estaria no local. O CPP-3 tem capacidade para 1124 presos, mas está superlotado com 1427.
Em Bauru, segundo dados da SAP, também existem o CPP-2 e o CPP-1, ambas unidades no quilômetro 350 da mesma rodovia. Respectivamente as capacidades são de 1706 e 1710 presos, mas abrigam 2520 e 2517 internos.
Na cidade também funciona um CDP (Centro de Detenção Provisória), com capacidade para 884, mas atualmente com 1.189 internos.
Não existem informações sobre rebeliões nas outras unidades. O Marília Notícia acompanha o caso.
WhatsApp Image 2017-01-24 at 10.17.49
Presos fora do prédio, mas atrás de alambrados. (Foto: Divulgação)
WhatsApp Image 2017-01-24 at 10.17.52
Presos fora do prédio, mas atrás de alambrados. (Foto: Divulgação)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua mensagem será avaliada pelos Editores do Ataque Aberto. Obrigado pela sua colaboração.