"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

terça-feira, 21 de março de 2017

As apropriações da esquerda nacional


A esquerda nacional é especialista em apropriações.
Não está neste escopo apenas o dinheiro, o bem material e palpável.
Ela rouba a necessidade dos pobres, não para solucioná-la, mas para usá-la em seu discurso histérico e repetitivo.
Ela se apropria da verdade, manipulando os meios de comunicação, através de jornalistas e articulistas sordidamente comprados ou lamentavelmente obtusos. Mas em geral ambas as coisas.
Se apropria da oposição política, fingindo ser oposição até mesmo quando é governo. Compra os opositores, quando são apenas meros locatários de suas representações políticas.
Se apropria da dignidade e do respeito da nação, se envolvendo num infindável novelo de escândalos.
Se apropria do futuro da sociedade, jogando os contribuintes num mar revolto de gastos sem controle, de roubalheira e de corrupção.
Se apropria do mérito, da inteligência, do conhecimento, aparelhando o ensino com gente sem disposição de ensinar, apenas com a disposição de doutrinar.
A voracidade é tanta e tão patética, que eles se apropriaram da inauguração de uma obra já inaugurada. Além dos infindáveis episódios de inauguração de obras inacabadas.
Ela sequestrou os negros, os índios, os LBGT, as mulheres...sem melhorar uma vírgula sequer, a realidade de vida dessas pessoas e sem que ninguém tivesse passado procuração pra que essa esquerda os representasse. Ela se apodera "coletivamente", justamente para se eximir dos danos individuais que ela mesmo causa.
Espero que em algum momento, a sociedade enxergue, que é desnecessário e infrutífero eleger este tipo de gente, que apenas toma sem dar nada em troca.

Adriana Lisboa

Médica em Santa Catarina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua mensagem será avaliada pelos Editores do Ataque Aberto. Obrigado pela sua colaboração.