"O maior inimigo da autoridade é o desprezo e a maneira mais segura de solapá-la é o riso." (Hannah Arendt 1906-1975)

terça-feira, 21 de março de 2017

Organização Criminosa planejava controlar TODA EXPORTAÇÃO AGROPECUÁRIA do BRASIL.

Bandidos Vagabundos da Política e do Setor Agropecuário Brasileiro tinham, como meta, controlar TUDO relacionado à exportação destes produtos no País. Veja abaixo a reportagem do ANTAGONISTA.

O ANTAGONISTA - EXCLUSIVO: 'CARNE PODRE' QUERIA OPERAR SISTEMA ELETRÔNICO DE EXPORTAÇÕES DO GOVERNO

A Polícia Federal descobriu na Operação Carne Fraca que a quadrilha liderada por Daniel Gonçalves Filho planejava operar o Canal Azul, sistema eletrônico de exportação e importação de mercadorias agropecuárias do Ministério da Agricultura.
O sistema, ainda em projeto-piloto, reduz a quantidade de documentos exigidos para os embarques. Na prática, moderniza a logística da cadeia de carnes.
"Provavelmente, Laís e sua sócia pretendem oferecer serviços de operacionalização do tal sistema Canal Azul", escreveu a PF, que monitorou conversa da filha de Daniel com Liege Salazar, filha de Péricles Salazar, presidente da Abrafrigo e membro do esquema.
As duas seriam "laranjas" dos pais, segundo a PF. Se o plano desse certo, Daniel e sua quadrilha teriam nas mãos o poder de barganha na certificação digital de todos os frigoríficos do país. A PF menciona que JBS e BRF já trabalham com a tecnologia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sua mensagem será avaliada pelos Editores do Ataque Aberto. Obrigado pela sua colaboração.